Arquivos da categoria: Cultura

Repetição de questões do Enem é reflexo da crise do Inep, afirmam especialistas

See the source image

Um documento interno do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais revela que gestores do Inep propõem a repetição de questões no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2022.

Segundo os gestores do órgão que redigiram o documento, a proposta foi feita por conta da escassez de questões aptas para o Enem no BNI (Banco Nacional de Itens). Além disso, a sugestão garante a aplicação do exame neste ano e a implementação do Novo Enem.

Veja, a seguir, um trecho do documento:

Buscando garantir a segurança e a aplicação das edições de 2022 e 2023, e ao mesmo tempo garantir as condições para a implantação do novo Enem 2024, sugerimos que o edital da edição de 2022 traga a possibilidade de utilização de itens já aplicados com a seguinte redação: “A edição 2022 do Enem poderá utilizar itens inéditos e itens já utilizados em edições anteriores”.

De acordo com o UOL, a proposta foi assinada por quatro membros novos do Inep. Os coordenadores e diretores assumiram seus cargos após uma das maiores crises no órgão, marcada pela demissão coletiva de 37 servidores.

Escassez no banco de questões do Enem
No documento, os coordenadores e diretores do Inep divulgaram uma tabela com a quantidade de questões disponíveis no BNI. Ao todo, 225 itens estão adequados para a utilização no Enem, porém esse número de questões não é suficiente para a edição de 2022.

Para a aplicação do exame são necessários 360 itens. Isso porque a prova do Enem é composta por 180 questões, e além do Enem regular, o Inep precisa formular também o Enem PPL, para Pessoas Privadas de Liberdade e Jovens Sob Medida Socioeducativa.

Fonte: Google

Share Button

Escola Professora Ruth Pintão Lot está com 56% da reforma concluída

Obras são executadas pela DWJ Engenharia, com investimento de R$ 1 milhão, da quota salário-educação; problemas datam de 2017

Os trabalhos para melhorar a infraestrutura da escola municipal Professora Ruth Pintão Lot, do bairro João Crevelaro, em Birigui (SP) continuam. Até o momento, as obras de reforma da unidade escolar estão 56,84% concluídas, conforme a Secretaria Municipal de Obras.

Nesta semana, a secretária de Educação, Iládia Cristina Marin Amadio; a secretária-adjunta da pasta Ticiane Paula Paganini dos Santos Eras; e o secretário municipal de Obras, Rogério Fernandes, estiveram na escola para acompanhar o andamento do projeto.

Troca de revestimentos dos pisos e azulejos das salas e banheiros do bloco das oficinas curriculares, melhorias no refeitório e no pátio estão entre as reformas realizadas. As obras são executadas pela DWJ Engenharia e estão sendo investidos pouco mais de R$ 1 milhão, com recursos da quota salário-educação.

“As obras estão avançando e já estão concluídas em 56%. Por determinação do prefeito Leandro Maffeis (PSL), a reforma logo será entregue para que nossas crianças, bem como todos os profissionais da unidade, tenham mais qualidade e segurança para as atividades escolares”, destacou Iládia.

Por conta das obras, a Secretaria de Educação remanejou os alunos do 4º e 5º anos do ensino fundamental para a Fateb (Faculdade de Ciências e Tecnologia de Birigui), no Centro. As crianças são transportadas até o local pelo ônibus escolar. Demais turmas seguem estudando na escola municipal, mas em espaço separado das obras.

Durante a obra, alunos do 4º e 5º anos do ensino fundamental foram remanejados para a Fateb (Foto: Divulgação)

A situação precária da unidade foi mostrada à população pelo próprio prefeito Leando Maffeis no segundo mês de seu mandato (fevereiro de 2021), em live no Facebook.

O vídeo registrou imagens de banheiros com piso quebrado, sem forro, telhado com pedaços de madeira para escora, fezes de pombos por toda a escola, infiltração em paredes, azulejos e pisos soltos, ar-condicionado instalado que nunca funcionou, oito aparelhos de ar-condicionado ainda embalados nas caixas, entre outros problemas.

Na época, a Secretaria de Educação explicou que a unidade funcionava normalmente antes da pandemia de covid-19, no entanto, havia vários ofícios encaminhados à administração municipal pela diretora da unidade, Rozineia Antoniassi, pedindo providências quanto aos problemas estruturais. Os documentos datavam de 2017, 2019 e 2020.

A unidade atende mais de 400 alunos matriculados da pré-escola (crianças de 4 e 5 anos) ao 5º ano do ensino fundamental (crianças de 6 a 11 anos).

hoje mais

Share Button

Vida após severo lockdown na Noruega

Nossa repórter na Europa conta como está sendo a vida na Noruega após um lockdown de quase dois meses onde só supermercado e farmácia estavam abertos:

Share Button
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...