Arquivos da categoria: Cultura

Use a tecnologia para economizar

Você não tem controle sobre seus gastos? Já pensou ou tentou em anotar no papel? Ou foi mais tecnológico e usou o Excel? Tudo é válido para entender como se gasta e assim poder economizar, e muitos softwares finaneceiros estão na praça para fazer com que você não perca nem um centavo:

1.
  • O Bônus é o seu software de controle financeiro pessoal. Faça o controle de suas finanças pessoais, utilizando este gerenciador financeiro pessoal.  Você pode utilizar o sistema de controle financeiro pessoal direto na web. A nova versão do Bônus traz mais recursos, como controle de cartão de crédito, internet banking e um novo gerenciador financeiro, para você visualizar com segurança como está utilizando seu dinheiro. Para utilizar o Bônus, basta se cadastrar em http://www.bonusweb.com.br/ e começar a descobrir como pode ter mais. Gratuito.
2. Contas Online

Controle Financeiro On-line GRÁTIS, Empresarial e Pessoal, controla suas contas em qualquer lugar com facilidade. Tenha total controle de suas finanças: https://www.contasonline.com.br/

 

3. Gbolso

Totalmente online e gratuito, você pode planejar seu orçamento e saber com segurança como está gastando seu dinheiro: https://www.guiabolso.com.br/

4. Manubia

Manubia é um sistema online de controle financeiro voltado para finanças pessoais. Planejamento financeiro doméstico, fácil, rápido e simples: https://www.manubia.com.br/manubia/?lang=pt_BR

5. Organizze

Ferramenta online para organização financeira segura e gratuita: https://www.organizze.com.br/

E depois que listar seus gastos e entender sua rotina e economizar cortando gastos desnecessários você poderá usar softwares de investimentos.

 

Share Button

Festival de Literatura começa hoje em Birigui

Em uma época onde as pessoas se preocupam mais em escrever “textão” nas mídias sociais do que de fato ler um livro sem ser biografia de alguma celebridade, e em uma região com pouquíssimas livrarias, será realizado o 4º Festival Literário de Birigui (SP) com mais de 50 atividades gratuitas para celebrar a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca.
Durante os oito dias do festival haverá doação de livros, encontros com escritores, mesas literárias, contações de histórias, shows, intervenções urbanas, workshops, oficinas, palestras, espetáculos teatrais e musicais e saraus. As atividades contam com a presença de escritores iniciantes e alguns veteranos como Ignacio de Loyola Brandão  e Fernanda Young:

A programação é destinada a todas as faixas etárias e o objetivo é estimular, incentivar e promover a leitura e o acesso à informação da população local. Para saber mais e ver a programação completa clique aqui.

Share Button

Pérola Rock agita a região

Enquanto no Rio de Janeiro, o Rock in Rio tem de tudo menos rock and roll, na região Noroeste de SP, rock autoral, covers e heavy metal são oferecidos por músicos que de fato estudam música e adoram o que fazem e melhor: é gratuito para o público, em mais uma edição do Pérola Rock em Birigui.

Bandas de toda a região estão inscritas para se apresentar gratuitamente no sábado (16/09/2017) e domingo (17/09/2017), no Birigui Pérola Rock, em Birigui (SP). De acordo com a Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur), serão 13 bandas participantes de toda a região.

No sábado, o festival começa às 17h e promete acabar às 00:00. No domingo, o evento vai das 15h às 21h e vai contar com área para alimentação, camping e palco livre.

Confira a programação:

Sábado

1ª – BREAKDOWN GUNS COVER – 17h

2ª – IND – 18h

3ª – ROCK OF AGES – 19h

4ª – DEATH TARGET – 20h

5ª – CREDENCIAIS – 21h

6ª – ROTA 06 – 22h

7ª – SHADOWS – 23h

Domingo

1ª – AKASHA – 15h

2ª – MAIDEN LEGACY – 16h

3ª – PROBLEMATIC MIND’S – 17h

4ª – ROCKPIRA – 18h

5ª – FRANGO DA MALASYA – 19h

6ª – NIKADSKI – 20h

7ª – SALÁRIO MÍNIMO – 21h

Local:

O Birigui Pérola Rock será realizado no sábado, das 17h às 00h, e no domingo, das 15h às 22h. O evento será gratuito na praça Raul Cardoso, na Avenida São Francisco., que fica nas proximidades da Avenida Euclides Miragaia.

Foto: Google.

Share Button

Biriguiense publica livro sobre religião na era cibernética

 

Sabe aquele ditado “no creo en las brujas, pero que las hay, las hay”, pois bem, elas existem, mas sem verrugas no nariz ou beijando bodes: a bruxa moderna tem como “livro das sombras” um laptop e sabe os dias de seus rituais com a ajuda de aplicativos, e sabe que poções de  beleza podem muito bem ser aquele creme na farmácia.

A autora biriguiense Patricia Basseto.

É o que diz a autora biriguiense Patricia Basseto, no trabalho que tem como objetivo a revelação da existência da “bruxa cibernética”, delineando a relação de uma religião antiga – o paganismo matriarcal repaginado como Wicca – com a cibernética moderna, caso que exemplifica como a Internet se tornou, não só um fenômeno dos tempos correntes, mas, a forma de existência e resistência das culturas e o meio de comunicação para qual tudo migra, tornando possível a iniciação ritual a partir do écran. Busca-se desvendar o processo de catequização de uma religião – tida como marginal – através da plataforma tecnológica com o uso de metodologia indutivo-dedutiva.

Capa do formato e-book.

Em Bruxas Cibernéticas, Patricia Basseto buscou demonstrar um pouco do processo histórico da criação do termo Wicca, e das diferentes consequências da difusão da mesma pelas mídias atuais e as mudanças em seu processo semiótico, de conteúdo, recepção, emissão, cujos códigos saem profundamente alterados, ainda que busquem manter um elo com a religião primordial.
Bruxas Cibernéticas, é resultado de um processo denso de pesquisa em livros de história, religião, antropologia, semiótica e anos de pesquisas virtuais em sites wicca, e traz o acesso privilegiado de uma “insider” com a insenção acadêmica necessária.

Patricia é biriguiense, filha da locutora Sueli de Fátima, é mestre em Mídia e Tecnologia pela Unesp, documentarista e poliglota. Autora já publicada, publica agora este livro que nasceu como resultado de sua conclusão de curso em Comunicação Social pela Unesp de Bauru, onde pode aliar sua paixão pela internet, religião, comunicação e antropologia.

O livro pode ser encontrado no site Amazon e também em formato e-book.

 

Share Button

Show beneficente do cantor Daniel foi um sucesso!


O cantor sertanejo fez um show beneficente ontem em Birigui, em prol do Hospital do Câncer de Barretos. Daniel como sempre cativou o público e também cantou algumas músicas com seu pai, José Sebastião Camillo.


O show ocorreu com jantar no salão da Paróquia da Igreja da Fátima. O local ficou lotado com fãs de toda a região que foram prestigiar Daniel e também colaborar com o Hospital do Câncer de Barretos.


Sempre muito atencioso com fãs e a imprensa, Daniel recebeu a locutora e repórter Sueli de Fátima da Rádio Pérola, para uma entrevista exclusiva, onde falou da simpatia que tem por Birigui e pelo povo biriguiense, e que de fato gosta muito de voltar à cidade Pérola, que sempre o recebe de braços abertos e que também é sempre muito solidária com as causas sociais.

Share Button

É hoje, jantar beneficente com Daniel

É hoje o jantar beneficente em Birigui com o cantor Daniel em prol ao Hospital de Câncer de Barretos Local: Salão de Festas da Igreja Nossa Senhora de Fátima, Rua Padre Geraldo Goseling, 420, Jardim Tropical, Birigui, SP Informações: 018 3021 5859 / 018 3642 4022 / 018 99675 2311 / 018 99115.

Share Button

Uma tradição gastronômica biriguiense

Pergunte a qualquer biriguiense qual a lanchonete mais famosa da cidade, e ouvirá possivelmente uma única resposta: Mané Simpatia. E que simpatia! A lanchonete no bairro Toselar, na Rua Luiz de Toledo Piza Sobrinho, 333 é point lotado de terça a domingo.
O Caldo de Jegue criado pelo Mané ganhou prêmio estadual e nacional, e virou patrimônio da cidade. Agora, Caldo de Jegue é prato típico de Birigui aprovado por lei municipal.

Uma característica da decoração do Mané são as fotos de clientes fiéis e destaques da região que cobrem até o teto do restaurante.

Com decoração própria criada pelo próprio mané, a começar pela miniatura de um jegue logo ao lado da porta chama a atenção, uma TV da década de 1970, funcionando, além das fotos por todas as paredes e simpatia dos garçons.
Entre os pedidos estão o Biriguisão, o Bilacão, o famoso caldo de jegue e o Entrevero, porção que combina dos os tipos de carne da casa, e é a primeira foto desta matéria. Também há lanches tradicionais como hambúrgueres e porções de fritas

Lanche vegetariano.

E há inclusive opções para vegetarianos, além da salada de rúcula muito bem temperada, você pode pedir o seu lanche com queijo e salada!

Aos 69 anos, Mané, o fundador começou a ser o Mané Simpatia em 1976. O negócio começou pequeno, mas com muito trabalho e dedicação cresceu, e se tornou famoso nacionalmente, e, também se expandiu com o Mané Simpatia Gourmet nos altos da Avenida 9 de Julho. Mané cuida pessoalmente até hoje de tudo e continua criando e sorrindo, com muita positividade, encantando e alimentando os clientes que fazem seus pedidos por telefone ou que ali vão.

Ir ao Mané Simpatia é sem dúvida a experiência gastronômica mais genuinamente biriguiense que existe.

Share Button

Birigui Music Fest

Amanhã dia 30 de abril, em comemoração ao Dia do Trabalhador, acontecerá o BIRIGUI MUSIC FEST com participação das duplas Bruninho & Davi, Luiz Henrique & Léo e Henrique & Diego na Arena Alto do Silvares,convites a partir de $50.00.

Festival BIRIGUI MUSIC FEST
Data: 30 de abril de 2017
Local: Arena Alto do Silvares
A partir das 21h

Ingressos a partir de R$50,00

Share Button

Por que o Islã não cresce na América Latina?

O islã é a religião que mais cresce no mundo. Espera-se que, até o final do século, ela ultrapasse o cristianismo para se tornar a religião com o maior número absoluto de fiéis do planeta.

Na América Latina, contudo, o aumento do número de seguidores do Corão não acompanha o ritmo registrado em outras partes do mundo.

Estudo feito pelo Centro de Pesquisas Pew, dos Estados Unidos, aponta a América Latina como a única região onde a taxa de crescimento da população estimada para 2050 supera com folga o aumento de muçulmanos.

Intitulado O Futuro das Religiões do Mundo, o estudo prevê que, em 2050, o número de muçulmanos no mundo será “quase igual” ao de cristãos, e que, “mantidas as tendências demográficas atuais, o número de muçulmanos deverá ultrapassar o de cristãos até o final do século”.

No que concerne América Latina e Caribe, o estudo usa dados de 19 países. Ele estima em 940 mil a população de muçulmanos na região para 2050, número inferior à quantidade de seguidores do islã registrada em 2010 em países como Espanha ou Itália.

O que explica o fato de o islamismo ser menos popular entre os latino-americanos? Veja abaixo, três aspectos que explicam tendência:

A América Latina é considerada uma região única porque abriga uma fração mínima dos cerca de 1,6 bilhões de muçulmanos no mundo e não registra um intenso fluxo migratório de pessoas procedentes de países onde o islã é a principal religião.

Aumento da população muçulmana para 2050

  • Estados Unidos e Canadá 179%
  • África subsaariana 170%
  • Oriente Médio e Norte da África 74%
  • Europa 63%
  • Ásia-Pacífico 48%
  • América Latina 13%

Hackett diz que os EUA e o Canadá atraem imigrantes não apenas por oferecer melhores oportunidades econômicas, mas também porque têm programas para acolher refugiados e, no caso dos EUA, loteria de vistos. Em 2018 serão distribuídos, por seleção aleatória, 55 mil vistos de imigrantes a pessoas que nasceram em países com baixas taxas de imigração para os EUA.

O aumento de muçulmanos pode ser impactado pelo número de pessoas que se convertem ao islã.

Fachada da mesquita em Caracas.Direito de imagemGETTY IMAGES
Image captionMesquita Ibrahim Ibin Abdul Aziz Al-Ibrahim, em Caracas (Venezuela), é uma das maiories da América Latina.

O crescimento do islã é impulsionado também pelo alto número de filhos de muçulmanos, sua alta taxa de fecundidade.

“Na África, onde islã é muito forte, cada mulher tem 4, 5 ou 6 filhos, o que acelera o ritmo de crescimento da população tanto no caso dos muçulmanos quanto dos cristãos. Mas, na América Latina, ainda que a região já tivesse mostrado taxas elevadas no passado, em muitos países, as mulheres estão tendo 1, 2, 3 filhos”, aponta Hackett.

Países da América Latina com mais muçulmanos

(números correspondentes a 2010)

  • Argentina 400.000
  • Venezuela 90.000
  • Brasil 40.000
  • Panamá 30.000
  • Colômbia 10.000
  • Honduras 10.000

Mas, para Hackett, a América Latina com um todo tem uma população muçulmana tão pequena que, mesmo se houve uma grande onda de imigração de seguidores do islã na região, levaria um tempo para que ela passasse a crescer num ritmo maior que o do aumento da população total, como acontece em outros países, especialmente na Europa e na Ásia.

Fonte: BBC

Share Button

Papa sofre oposição de conservadores da Igreja

Ele é amado por muitos, mas não por todos – principalmente os conservadores.

A oposição ao papa Francisco se faz cada vez mais presente e visível. Há quem minimize esse movimento, mas outros acreditam que o papa possa estar no centro de uma trama política sofisticada com objetivo de enfraquecê-lo.

Eleito em março de 2013 após escândalos que abalaram a imagem do Vaticano, o papa tomou medidas e fez declarações de impacto que polarizam opiniões dentro e fora do mundo católico.

Reestruturou, por exemplo, as confusas finanças do Vaticano, criou comissão para combater abuso sexual de crianças na Igreja, fez duras críticas ao capitalismo e ajudou a reaproximar Cuba e EUA. Também chama a atenção sua defesa de uma Igreja mais tolerante em questões de família – já pediu a sacerdotes que não tratem divorciados como excomungados e procurem acolher católicos homossexuais.

Para o historiador Massimo Faggioli, professor de Teologia na Villanova University (EUA), é possível identificar três tipos de oposição ao papa Francisco: teológica, institucional e política.

“A teológica parte de alguns setores na Igreja que acham que o papa é muito moderno em questões como casamento e família. É uma oposição pequena, que age de forma respeitosa”, diz o professor.

Entre esse setor estão quatro cardeais ultraconservadores que em setembro de 2016 pediram, em carta pública, que o papa corrija “erros doutrinários” da encíclica Amoris Laetitia (Alegria do Amor), um guia para a vida em família que prega a aceitação, pela Igreja, de certas realidades da sociedade contemporânea.

Na oposição institucional, afirma Faggiolo, há pessoas que querem manter o status quo. “Alguns cardeais têm medo de perder privilégios ou da mudança de mecanismos para a nomeação dos bispos”, diz.

O historiador vê a oposição política como a mais forte. “O papa fala sobre vivermos juntos, de construir pontes em vez de muros. São questões ‘inconvenientes’ para a política global da atualidade, pois contrastam com ideias da direita francesa, italiana e americana. São tidas como uma ameaça. O papa pode lidar com as duas primeiras oposições, mas a política é a mais difícil”, afirma.

“Há grupos financeiros, fabricantes de armas e multinacionais que querem que o papa perca poder. Sua retórica é muito anti-establishment. Ele afirmou que a nossa economia mata, condenou o capitalismo e se fez escutar em questões ecológicas”, diz Scavo, citando críticas à Francisco feitas pelo centro de estudos conservador American Enterprise Institute (AEI).

Papa Francisco na capa da revista Direito de imagemAFP
Image caption“Os tempos mudaram”, diz a chamada da revista ‘Rolling Stone’ com o papa na capa

Share Button
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...