Por voto de um único vereador, Birigui perde investimento

O vereador José Fermino Grosso discursa durante sessão da Câmara de Birigui

Um único voto contrário, do vereador da oposição José Fermino Grosso (DEM), foi suficiente para a rejeição de projeto que autorizava o município a celebrar convênio com a Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 20 milhões, para o recapeamento de várias ruas da cidade.

Eram necessários 12 votos para que a propositura fosse aprovada: a mesma quantidade de vereadores que compareceu à sessão extraordinária. Não estiveram presentes os parlamentares da oposição Benedito Dafé (PV), Cesinha Pantarotto (Pode) e Luis Roberto Ferrari (DEM), além dos aliados de Salmeirão, os vereadores Fabiano Amadeu (PPS) e Osterlaine Henriques Alves (PMDB).

Foram 11 votos favoráveis e um contrário de Fermino. Apenas o vereador Eduardo Fonseca de Luca (PT) usou a palavra para discutir o projeto. Ele disse que a aprovação da proposta era importante. Segundo o petista, ele não poderia resolver todos os problemas, mas mesmo que houvesse dinheiro para solucionar toda a questão do asfalto, não haveria funcionários suficientes para executar o serviço.

Fermino disse que votou contrário porque o projeto não apresentava impacto financeiro e não trazia a porcentagem de juros que seria cobrada. “Com esse convênio e mais os parcelamentos do Biriguiprev que foram feitos neste ano, se os juros do convênio fossem de 1%, por exemplo, pagaríamos só de juros R$ 550 mil por mês”, afirmou Fermino. Além disso, o democrata comentou que a Prefeitura não explicou se era só a Caixa que poderia disponibilizar esse dinheiro. “Este ano foi o ano em que o município mais arrecadou. Foram R$ 320 milhões. Onde está esse dinheiro? Na semana passada, o prefeito teve que vender três terrenos para comprar o prédio de uma UBS (Unidade Básica de Saúde)”, questionou o parlamentar.

Salmeirão lamentou o resultado da votação. “Eram R$ 20 milhões que seriam usados para recapear vários bairros de Birigui, mas apenas por capricho político, (Fermino) votou contra o progresso da cidade. A maioria da população reclama de buracos e ele me impediu de resolver o problema. Quero que a população dos bairros com o problema peça ao vereador para tapar os buracos”, falou o petebista.

Fonte: Folha da Região.

Share Button