Arquivo do autor:Tina Formiga

PREFEITURA DE BIRIGUI DECRETA REGRAS ATÉ 14 DE JULHO

PARA NÃO AVANÇAR A DOENÇA DO CORONA VIRUS  QUE EM UM MÊS TEVE UM AUMENTO  DE NOVE MORTES MÊS PASSADO NÃO MORREU NINGUÉM MAS E JUNHO FORAM DEZ PESSOAS E VARIAS INFECTADAS CONFIRA TABELA DA PREFEITURA,DECRETO DO PREFEITO N°6.677 DE TRINTA DE JUNHO DE 2020 FAZ ALGUNS AJUSTE ACOMPANHE COMO PREVENIR O AVANÇO DA DOENÇA,COM PENALIDADES AQUELES  QUE DESCUMPRIR

Share Button

CONVENIADO DA SANTA CASA CLINICA EM BIRIGUI RECLAMA

OS CONVENIADOS DA SANTA CASA CLINICA RECLAMA DO MAL ATENDIMENTO,COM OS SEUS USUÁRIOS,COMPRAM UMA TAXA DE $280.00  REAIS MENSAIS E NÃO ESTA ATENDENDO MESMO CASO URGENTE,ALEGANDO A PANDEMIA,ENTÂO PORQUE COBRA? SE NÃO ESTA PRESTANDO OS SERVIÇOS QUE DEVERIAM PRESTAR,ESTE CASO É DO SENHOR SIDNEY E SUA FAMÍLIA,O SER SIDNEY DISSE QUE CHEGA LA SO RECADOS TENTA SE COMUNICAR MAS NÃO É ATENDIDO TUDO FECHADO ,ESTE PLANO É ADMINISTRADO PELO MUNICÍPIO O PREFEITO TEM QUE ARREGAÇAR AS MANGAS E RESOLVER,ESPERAMOS QUE RESOLVA.

Share Button

FUNCIONÁRIOS DA PREFEITURA TEME O PIOR COM A DIVIDA BIRIGUIPREV

O Biriguiprev (Instituto de Previdência do Município de Birigui) tem um déficit milionário, porém capacidade de honrar os compromissos junto aos seus segurados. Essa foi a conclusão da CEI (Comissão Especial de Inquérito), em relatório lido na última sessão da Câmara dos Vereadores de Birigui, que teve como base o parecer de auditoria contratada pelo Legislativo.

Os trabalhos custaram R$ 44,7 mil aos cofres públicos, tiveram duração de três anos, marcados por paralisações e prorrogações.

Para Eduardo Fonseca de Luca, o Eduardo Dentista (PT), presidente da CEI, a proposta inicial foi alcançada que era apurar a existência de déficit, seu valor e a existência de plano de amortização.

Todo o levantamento feito pela consultoria e pelos vereadores serão encaminhados para o TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo), MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) e ao Biriguiprev.

A CEI foi montada em 7 de março de 2017 para apurar a situação financeira do sistema de previdência municipal. O pedido de investigação foi feito pelo ex-vereador José Fermino Grosso, após declarações do prefeito Cristiano Salmeirão (PTB) sobre um déficit previdenciário de R$ 472 milhões no Biriguiprev, divulgadas pela imprensa regional.

Os integrantes sorteados para a CEI foram: Eduardo Dentista, César Pantarotto Júnior (atualmente no PSD), Andrey Servelatti (Cidadania), Benedito Dafé (PSD) e José Roberto Merino Garcia, o Paquinha (Avante).

Eduardo Dentista foi eleito presidente e Paquinha, o relator. Em maio do mesmo ano, Dafé foi substituído, a pedido, pelo vereador Luiz Roberto Ferrari (PSDB).

A comissão solicitou uma lista de documentos ao Biriguiprev, que foram juntados aos autos. No entanto, após análise e discussão entre os integrantes, decidiu solicitar a contratação de uma empresa para auditar os dados fornecidos, considerando que o tema era de alta complexidade e que os membros não tinham conhecimentos para fazer tais análises. Os trabalhos foram suspensos, por meio de reiteradas prorrogações.

A contratação da empresa especializada, a Lumens Assessoria e Consultoria Atuarial, do Rio Grande do Sul, aconteceu praticamente um ano depois, em 1º de março de 2018, para a realização de perícia nos cálculos atuariais do Biriguiprev, referente ao período de 2002 a 2016. Conforme o Portal de Transparência da Câmara, o contrato foi no valor de R$ 44,7 mil, com vigência de três meses.

No entanto, contratempos são citados no relatório da comissão, como uma representação no Ministério Público, alegando que os trabalhos não estavam sendo feitos; o extravio de um dos volumes dos autos; e o não envio de documentos solicitados ao Biriguiprev entre março de 2018 e março de 2020.

O parecer final da consultoria foi recebido no último dia 21 de maio e apontou, de fato, a existência de déficit no Biriguiprev na ordem de R$ 450.438.726,49, conforme reconhecido pela Prefeitura. Porém sugeriu duas alternativas para o equacionamento do déficit existente, que não constam no relatório da comissão. O parecer da empresa com as sugestões não foi divulgado. O relatório da CEI foi apenas lido na sessão, sem votação ou discussão.O superintendente do Biriguiprev, Daniel Leandro Boccardo, nega demora no envio de documentos solicitados pela empresa e afirma que tem tudo registrado: as datas de ofícios e e-mails recebidos e também as de envio. “Sempre atendemos porque tínhamos interesse na solução da questão”, afirma.Sobre as duas sugestões feitas pela empresa, diz que o instituto ainda não recebeu.

Segregação de massas aprovada pela Câmara “extinguiu” déficit

O déficit atuarial confirmado pela consultoria chegou a quase R$ 500 milhões em 2018, porém foi “extinto” com a instituição da segregação de massas do regime próprio de previdência dos servidores municipais de Birigui. O projeto foi aprovado pela Câmara dos Vereadores, em sessão extraordinária em dezembro de 2018, com objetivo de manter o equilíbrio financeiro do órgão.

A medida separou os membros do regime próprio em dois grupos: financeiro e previdenciário. O déficit atuarial deixou de existir porque a Prefeitura se comprometeu a arcar com as despesas mensais do grupo financeiro enquanto existir membros.

Já o grupo previdenciário nasceria com superávit de R$ 6 milhões, pois a Prefeitura se comprometeu a depositar 12 parcelas de R$ 500 mil ao longo de 2019, para formar um fundo de reserva. Sem a segregação, o valor devido pela Prefeitura à previdência seria de aproximadamente R$ 24 milhões.

Neste ano, o compromisso da Prefeitura seria de R$ 7 milhões – acréscimo de R$ 1 milhão a cada ano até o montante de R$ 11 milhões/ano, quando cessarão os aportes.

hoje mais
Share Button

APESAR DOS APELOS DA SAÚDE AINDA MUITAS PESSOAS NÃO SE VACINARAM

 
Menor cobertura em Birigui é do grupo de pessoas entre 55 e 59 anos, seguido pelas crianças

Aproximadamente 6 mil pessoas dos grupos prioritários ainda não se vacinaram contra a gripe (influenza) em Birigui (SP). A campanha, que já foi prorrogada pelo governo federal, termina na próxima terça-feira (30).

Segundo informou a Vigilância Epidemiológica, foram aplicadas 32.022 doses da vacina influenza na cidade. Até quinta-feira (25), a campanha tinha atingido 51% das crianças; 63% das gestantes; 66% das puérperas e 36% das pessoas de 55 a 59 anos.

“Estes são os grupos que precisam atingir cobertura vacinal de 90%. Quem ainda não recebeu a vacina deve procurar a UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de sua residência”, disse a enfermeira Isabel Galdeano, da Vigilância Epidemiológica de Birigui.

Segundo o município, houve uma alta demanda de procura de alguns grupos prioritários para vacinação neste ano, por conta da pandemia, com destaque para idosos e profissionais da saúde. “Porém muitas pessoas deixaram de procurar os serviços de saúde para vacinação com receio de transmissão de doenças e isolamento social”, analisa.

A Saúde não fala em “sobra de vacinas”, mas que há doses suficientes para atender os grupos contemplados para vacinação. Até o momento, de acordo com a pasta, não há informação de nova prorrogação da data ou de ampliação dos grupos prioritários.

hoje mais
foto imagem net

Share Button

APESAR DO GOVERNADOR DÓRIA DECRETAR FASE VERMELHA EM REGIÕES DO INTERIOR

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO JOÃO DORIA DECRETA FASE VERMELHA PARA REGIÃO.APESAR DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO , COM APROXIMADAMENTE QUATROCENTOS MIL HABITANTES,TER TIDO ATÉ ONTEM SETENTA MORTES,ARAÇATUBA MAIS DE DUZENTOS MIL HABITANTES  COM MENOS DA METADE DE MORTES PORQUE? ESTA DIFERENÇA COMPARANDO EM NÚMEROS DE HABITANTES.

Share Button

A SANTA CASA DE BIRIGUI ESTA SE PREPARANDO NA MONTAGEM DE RESPIRADORES E MONITORES DE VENTILAÇÃO

ESTA FOTO É DO RESPIRADOR MECÂNICO COMPLETO,JÁ O VENTILADOR É AQUELE QUE SE USA ATUALMENTE EM AMBULÂNCIA MAIS SIMPLESINHO CUSTA CADA UM A PARTIR DE $6.500  JA O RESPIRADOR COMPLETO DEPENDENDO A MARCA CUSTA A PARTIR DE 150.000.00  CADA UMOS REPRESENTANTES DA SANTA CASA DE BIRIGUI ESTÃO SE  PREPARANDO PARA RECEBER MAIS PACIENTES EM UTIS DE ACOVID 19,VENDO UMA AUMENTO GRADATIVO DA DOENÇA NO INTERIOR QUE JA ERA PREVISTO,, A MAIS DE UM MES E AGORA O INTERIOR ESTA VIVENDO COM ESTA TRISTE REALIDADE,O QUE DEVERIA FAZER ALÉM DE AJUDA DO GOVERNO FEDERAL MUNICIPAL,A EX DE UMA EMPRESA DA CIDADE QUE DOO VENTILADORES,OUTRAS TAMBÉM DEVERIAM FAZER O MESMO EMPRESAS ESSAS  QUE  GANHA DO MUNICÍPIO PRESTANDO SERVIÇOS,AGORA É HORA DE DEVOLVER UM POUCO PARA O MUNICÍPIO NÃO IMPORTA SE VC FORNECE ENERGIA,PRESTAÇÃO DE TAL SERVIÇO,É HORA DE RETRIBUIR UM POUCO DOS LUCROS QUE TEVE DOANDO  RESPIRADORES TAMBÉM ALÉM DE MONITORES,PELO MENOS NESTA ÉPOCA DE PANDEMIA

Share Button

SANTA CASA DE BIRIGUI E ENTIDADES VÃO RECEBER UM MILHÃO E MEIO APROVADO NESTA TERÇA FEIRA PELA CÂMARA MUNICIPAL DE BIRIGUI

A Câmara de Birigui (SP) aprovou na sessão ordinária desta terça-feira (23) repasses de R$ 1,5 milhão para a Santa Casa e entidades assistenciais do município. Foram sete projetos votados, sendo dois de urgência.

Para a Santa Casa de Birigui, foram três projetos, que somam R$ 1,07 milhão, todos para auxiliar no combate ao novo coronavírus, que causa a covid-19.

Um dos pedidos refere-se à segunda parcela do auxílio financeiro liberado pela União, por meio do Ministério da Saúde, no valor de R$ 596.457,06. O recurso deve ser usado para assistência aos usuários do SUS no atendimento médico hospitalar de casos suspeitos de covid-19.

Segundo o texto, os recursos serão aplicados na aquisição de medicamentos, insumos e produtos hospitalares, além do pagamento de serviços médicos.

Também para medicamentos, materiais hospitalares e equipamentos de proteção individual, para atendimentos pelo SUS de suspeitos de covid-19, foi aprovado um segundo projeto que destina R$ 382.752,92 à Santa Casa. A origem dos recursos também é o repasse feito ao município pelo Ministério da Saúde.

A terceira proposta autoriza convênio de R$ 100 mil do município com o hospital para o fortalecimento das ações de assistência do SUS com serviços médico-hospitalares ambulatoriais e de internação.

Entidades assistenciais também receberão recursos nesse momento de pandemia. Em regime de urgência, foi aprovado repasse emergencial de recursos do governo federal para o abrigo Vó Tereza, no valor de R$ 69,6 mil; para a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), R$ 24 mil; e Recanto do Vovô, R$ 100,8 mil.

Outra matéria que passou sem discussão foi a autorização para que entidades assistenciais recebam os recursos do FMDCA (Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) arrecadados por meio das destinações dos contribuintes do imposto de renda.

O valor do fundo ultrapassa R$ 275 mil e beneficia oito entidades: Associação Bombeiros Voluntários Mirins e Juvenis de Birigui (R$ 23.464,96); ADJ – Associação de Diabetes Juvenil da Região Noroeste Paulista (R$ 6.887,94); Apae (R$ 34.346,59); Apac – Associação de Promoção e Assistência Comunitária (R$ 71.674,20), Ipis – Instituto de Promoção e Inclusão Social (R$ 19.529,27), Polícia Mirim (R$ 1.898,06), Pró-Criança de Birigui (R$ 115.188,34) e Casa do Caminho Ave Cristo (R$ 2.500,00).

hoje mais
Share Button

AUMENTOU NUMERO DE MORTES E INFECTADOS EM BIRIGUI CONFIRA

Share Button

ULTIMO BALANÇO FEITO EM BIRIGUI SOBRE CORONA VIRUS

Share Button

OLHA A SITUAÇÃO DESTA ESQUINA EM BIRIGUI COM UMA ESCOLA INFANTIL A 300 METROS

Olha a situação de uma valeta no bairro Santo Antonio em Birigui entre a Rua Santa Cecília e a Rua Palmares, próxima à uma escola:

Share Button
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...