Arquivo da tag: araçatuba

Motorista mal intencionado é denunciado

Associação repudia motorista que compartilhou fotos de passageiras embriagadas e dormindo

A Atapp (Associação dos Motoristas por Aplicativos de Araçatuba) emitiu nesta segunda-feira uma nota de repúdio contra um motorista de aplicativo que fotografou e compartilhou no WhatsApp fotos de duas jovens aparentemente embriagadas, que ele teria buscado em uma festa às margens no rio Tietê na manhã de domingo (14/10/2018) e as levado a Penápolis. As jovens estavam dormindo no momento que a foto foi tirada.

A foto foi enviada para, pelo menos um amigo desse motorista. A mulher desse amigo viu a mensagem no WhatsApp do marido e publicou em uma rede social pedindo ajuda para denunciar o caso. Ela cobriu os rostos das jovens para não expor as passageiras. Em uma das mensagens, a mulher alertou o motorista dizendo que aquilo poderia acontecer com a esposa dele.

Até o momento, as duas jovens que apareciam na foto não teriam registrado nenhuma queixa na Polícia Civil, segundo o que foi apurado pela reportagem.

Na nota emitida pela Atapp, a diretoria afirma que repudia qualquer tipo de comportamento abusivo contra mulheres e/ou usuários dos serviços de transportes por aplicativos. “Somos mais de 438 profissionais que zelamos diariamente pela qualidade dos serviços que prestamos, com atendimento de excelência, sendo um serviço seguro, barato e eficiente que nos resulta ótimos elogios e ótimas notas que nos mantêm na plataforma e nos incentiva a buscarmos a cada dia mais”, afirma.

“Damos muita importância nisso, na qual quando tomamos conhecimento de qualquer ato desagradável ou atípico a normalidade do dia a dia. Orientamos os usuários a combater e denunciar casos de assédio/agressão/mau atendimento/cobranças indevidas, etc”, diz outro trecho da nota.

“Nenhum comportamento dessa natureza é aceitável e tolerado. O motorista deverá ser banido da plataforma assim que a denúncia for feita de modo correto pelos usuários. A associação dos motoristas de aplicativos coloca se à inteira disposição para colaborar e até mesmo instruir como fazer a denúncia via aplicativo para que o motorista em questão seja excluído da plataforma”, completa a nota.

Os homens tem que aprender a respeitar as mulheres principalmente quando estão realizando algum trabalho para elas. Faltou profissionalismo por parte do motorista, ele foi mal intencionado e merece ser punido.

Fonte: Folha da Região.

Share Button

Corpo é encontrado no Baguaçu

Corpo é encontrado no ribeirão Baguaçu

Um corpo foi encontrado nesta tarde (3) no ribeirão Baguaçu, em Araçatuba. Segundo a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, quem encontrou teria sido um pescador.

O corpo, apenas de camiseta, era de um homem e já estava em estado de decomposição. O local era de difícil acesso, pois estava do outro lado da margem do córrego. Policiais e bombeiros entraram na mata que margeia o ribeirão pela avenida Waldir Felizola de Moraes, ao lado de uma escola particular que tem naquela região.

Segundo a PM, não havia notificações de nenhum desaparecido que se encaixasse nas características do corpo encontrado. A perícia esteve no local para tentar descobrir se havia algum sinal de violência, já que o corpo estava parcialmente nu.

O cadáver seria levado ao IML (Instituto Médico-Legal) onde passaria por necrópsia e aguardaria reconhecimento de algum parente.

Fonte: Folha da Região.

Share Button

Presos por venderem habilitação em Araçatuba

Um instrutor de autoescola de 43 anos, morador no bairro Água Branca, em Araçatuba, foi preso acusado de fazer parte de um esquema de venda de exames práticos para tirar carteira de habilitação.

Ele, outro instrutor e quatro examinadores credenciados no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) foram temporariamente suspensos e poderão ser denunciados pela Promotoria de Justiça por corrupção passiva e organização criminosa.

O caso passou a ser investigado pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público de Araçatuba, em junho, após uma pessoa procurar a Promotoria de Justiça Criminal durante plantão e apresentar denúncia.

Um inquérito foi instaurado e com base em interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça e filmagens de exames práticos realizados em Araçatuba e região, os promotores reuniram provas.

 

Fonte: Folha da Região.

Share Button

Araçatuba terá concurso público para preencher 300 vagas em várias áreas

Tem vaga para dentista no concurso de Araçatuba — Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo

Um concurso público irá preencher 300 vagas em várias áreas na prefeitura de Araçatuba (SP). As inscrições começam a partir de hoje e vão até o dia 31 de outubro. No site da Vunesp, o interessado por ter acesso ao edital e mais informações.

Dentre as vagas oferecidas têm guarda municipal, sendo quatro vagas para mulheres e 30 vagas para homens.

Já na Secretaria da Educação tem técnico de enfermagem para deficiências acentuadas e doenças crônicas, diretor de escola, professor de educação básica e supervisor de ensino. Há também vagas para outras secretarias (confira abaixo).

Os salários vão de R$ 1.108,38 para agente de serviços gerais até R$ 3.700,31 para médicos.

Confira as vagas que serão ocupadas

  • Agente de serviços gerais
  • Auxiliar de topógrafo
  • Carpinteiro
  • Marceneiro
  • Motorista
  • Operador de máquinas pesadas
  • Operador de piscina
  • Pedreiro
  • Pintor
  • Serralheiro
  • Almoxarife
  • Auxiliar de CPD
  • Eletricista
  • Mestre de obras
  • Operador de computação
  • Telefonista
  • Agente comunitário de saúde
  • Agente escolar
  • Borracheiro
  • Controlador de vetor
  • Desenhista projetista
  • Dentista
  • Fiscal de obras particulares
  • Fiscal sanitário
  • Fonoaudiólogo educacional
  • Médico cardiologista
  • Médicos: cirurgião geral, dermatologista, endocrinologista, gastroenterologista, geriatra, hematologista, homeopata, hepatologista, infectologista, neurologista, oftalmologista, pediatra, pneumologista, psiquiatra, reumatologista, terapeuta ocupacional educacional.

Fonte: G1.

Share Button

Região reduz produção de lixo anual

Segundo dados divulgados pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), no ano de 2016, 43 cidades da região de Araçatuba produziram uma média de 595,91 toneladas de lixo por dia. Em 2017, esse número caiu para 592,48 t/l/dia. A redução foi de apenas 0,57%. Essa diferença na produção de lixo resultou em 368,43 toneladas a menos.

Na contramão do Brasil, região reduz produção de lixo anual

Já no resto do país, a geração total de resíduos sólidos urbanos em 2017 foi de 78,4 milhões de toneladas, o que representa crescimento de 1% em relação a 2016, passando de 212.753 toneladas por dia para 214.868 t/dia. Esse levantamento foi divulgado no Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil, documento lançado pela Abrelpe (Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais).

O levantamento mostra que cada brasileiro também produziu mais lixo em 2017 (378 kg por ano), volume que daria para cobrir 1,5 campo de futebol. A Abrelpe não especifica o motivo da redução do lixo na região de Araçatuba, mas atribui o aumento nacional à retomada da economia – com mais dinheiro, o brasileiro passou a descartar mais materiais.

O problema é que sete milhões de toneladas de resíduos, ou o equivalente a 6,1 mil piscinas olímpicas, tiveram destino impróprio. Na região, segundo a Cetesb, apenas em Murutinga do Sul o descarte de lixo ainda é considerado inadequado. Na cidade, o IQR (Índice de Qualidade de Resíduos) é um dos mais baixos do Estado (2,70). O IQR mais alto dentre as 43 cidades é Mirandópolis (9,82). Araçatuba, a cidade que mais produz lixo na região, ficou com IQR 8,80.

Fonte: Folha da Região.

Share Button

Polícia Civil de Araçatuba é flagrada na faixa de pedestres


Em Araçatuba uma viatura da Guarda Civil Municipal foi vista estacionada sobre faixa de pedestres na rua Luiz Pereira Barreto, na região central da cidade. O flagrante foi feito na manhã de ontem.

A imagem mostra uma viatura parcialmente estacionada sobre a faixa, em frente a uma lanchonete próximo ao cruzamento com a rua José Bonifácio.

O denunciante, que informou ter uma loja na rua Luiz Pereira Barreto, considerou a ação dos responsáveis pela viatura um descaso com o cidadão araçatubense, e questionou o que aconteceria se fosse qualquer outro motorista que estivesse estacionado no local. Ele argumentou que a lei deve valer para todos.

 

Flagra: Folha da Regão.

 

Share Button

Via Rondon descumpre plano de obras e Artesp cobrará ressarcimento

Via Rondon descumpre plano de obras e Artesp cobrará ressarcimento

A Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) está preparando a documentação necessária para converter a expectativa de sinistro em reclamação e ressarcimento dos valores cabíveis referentes a obras não executadas pela concessionária Via Rondon, no trecho da rodovia Marechal Rondon (SP-300), que passa por Araçatuba.

Em setembro do ano passado, a agência comunicou que registrou reclamação de sinistro na corretora de seguros Liberty Seguros, contratada pela concessionária. Segundo o órgão, a contratação de seguro é uma obrigação prevista nos editais como uma das ferramentas para garantir que as obras nas concessões rodoviárias paulistas sejam executadas.

A Artesp cobra a implantação de um novo dispositivo de acesso a Coroados, no quilômetro 507,5; a implantação de duas passarelas em Araçatuba, uma no quilômetro 533 e outra no quilômetro 534,7; e uma passarela em Birigui, no quilômetro 518.

Segundo a agência, ao registrar a expectativa de sinistro na seguradora da Via Rondon, há quase um ano, a concessionária apresentou um plano de saneamento de atrasos, com base na cláusula 31.7 do contrato de concessão. Diante disso, foram repactuados novos cronogramas para as obras citadas.

Entretanto, a Artesp afirma que nada do que foi proposto foi executado até o momento, por isso, pretende cobrar o ressarcimento dos valores previstos. A Via Rondon assumiu em 7 de maio de 2009 a concessão da rodovia Marechal Rondon no trecho que vai de Bauru a Castilho. A concessionária é uma empresa do Grupo BRVias Holding VRD S/A, formado na época por uma associação entre uma empresa da família Constantino e a construtora WTorre.

Durante a licitação, a concessionária chegou a ser desqualificada pelo governo paulista, que não aceitou as garantias apresentadas, mas recorreu e o resultado do certame foi homologado em março daquele ano.

Na ocasião, a BR Vias depositou R$ 82 milhões para o Governo do Estado e teria que pagar mensalmente outros R$ 18 milhões do total de R$ 411 milhões para quitar a outorga.

A empresa também se comprometeu em investir mais R$ 1,2 bilhão em melhorias na rodovia e nas 33 estradas vicinais incluídas no lote, totalizando 417 quilômetros de vias. Na ocasião, foi informado que quase todos os investimentos seriam feitos nos primeiros dez anos da concessão, que é de 30 anos.
A Artesp informa que no Estado de São Paulo operam 21 concessionárias de rodovias e essa é a primeira vez que precisou acionar um seguro garantia, o que foi feito após a aplicação de outras sanções previstas em contrato.

Segundo a agência, a medida foi tomada porque a Via Rondon não vinha cumprindo o plano de saneamento de atrasos apresentado, caracterizando a inadimplência e o descumprimento, o que motivou o pedido.

Sobre a implantação das três passarelas, duas em Araçatuba e uma em Birigui, a Artesp explica que a concessionária não finalizou os projetos executivos, inviabilizando o cumprimento dos prazos de início e término das obras de acordo com cronograma estabelecido no plano de saneamento. Sobre o dispositivo em Coroados, a agência informa que a previsão era ser entregue em outubro de 2017.

O órgão informa que a apólice de seguro prevê o ressarcimento do valor segurado ao Governo do Estado ou a execução das obras dentro do valor da indenização. O investimento previsto para essas obras não foi divulgado, faltando com transparência.

Por que não foi divulgado? Cadê o dinheiro que pagamos em impostos e pedágios?

 

Fonte: Folha d Região.

Share Button

ASSASSINO DE JOVEM VAI A JÚRI POPULAR

Paola Bulgarelli foi estuprada e morta por homem que confessou o crime em Araçatuba (SP). (Foto: Reprodução/Facebook/Paola Bulgarelli)

Paola Bulgarelli foi estuprada e morta por homem que confessou o crime em Araçatuba (SP). (Foto: Reprodução/Facebook/Paola Bulgarelli)

O assassino de Paola Bulgarelli vai a júri popular, segundo a decisão do juiz Emerson Sumariva Júnior. O crime foi em junho de 2015. A vítima, então com 20 anos, saiu de casa para ir trabalhar e nunca mais foi vista. Seu corpo foi encontrado uma semana depois no Rio Baguaçu.

O acusado, Emerson da Silva Lins, confessou o crime e está preso desde então. A decisão de mandar o caso para o júri popular foi divulgada na semana passada.

Suspeito de matar jovem de 20 anos foi preso em Castilho (Foto: Reprodução / TV TEM)

Assassino foi preso em Castilho (Foto: Reprodução / TV TEM)

Paola Bulgarelli, de 20 anos, desapareceu dia 5 de junho de 2015, quando ia para o trabalho em uma lanchonete de Araçatuba. Uma semana depois o corpo dela foi encontrado no Ribeirão Baguacu, atrás de um conjunto de chácaras em Araçatuba.

Um dia depois do enterro da vítima, o suspeito do crime, de 20 anos, foi encontrado escondido na casa de parentes em Castilho (SP). Segundo a família, o suspeito foi ao velório de Paola.

Emerson da Silva Lins confessou o assassinato. A violência e a morte da jovem provocaram uma comoção na cidade. Logo que a notícia da prisão do suspeito se espalhou, muitas pessoas foram até a delegacia para pedir punição para o culpado.

Share Button

Em Araçatuba, praça da Santa Casa está abandonada

 

Share Button

Com preços em queda, etanol chega a R$ 2,19 em postos de Araçatuba

Com preços em baixa, cresce movimento em postos de Araçatuba

Com preços em baixa, cresce movimento em postos de Araçatuba

Depois de passar dos R$ 3 entre o fim de fevereiro e o começo de março, o preço do litro do etanol em Araçatuba já pode ser encontrado a, em média, R$ 2,29. O valor pode ser ainda menor em alguns postos que oferecem vantagens por meio de aplicativos para celular, custando R$ 2,19.

A última grande queda no preço do etanol na região foi em junho passado, quando o litro do combustível podia ser encontrado a R$ 1,99 em alguns postos de combustíveis.

De acordo com o último levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo), que não engloba esses preços mais baixos, o valor do derivado da cana-de-açúcar teve quedas consecutivas nas últimas dez semanas. A média em fevereiro era de R$ 3, e as reduções foram de cerca de R$ 0,10 a cada semana.

A gasolina não teve variação e custa, em média, R$ 4,19 o litro nos postos de Araçatuba – em poucos o valor chega a R$ 3,85.
Em Birigui, o preço do litro do etanol já estava mais baixo que em Araçatuba há alguns meses e está na casa dos R$ 2,20.

Fonte: Folha da Região.

Share Button
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...