Arquivos da categoria: Esporte

Brasil joga contra a Sérvia e corre risco

O  Brasil joga hoje ás 15:00 e uma derrota diante da respeitável equipe sérvia, 34ª colocada no ranking da Fifa, poderia representar a eliminação na primeira fase, algo que não ocorre com a equipe pentacampeã desde 1966. A Sérvia acredita na façanha e aposta em atletas experientes – e muito altos.

Como país independente, a Sérvia  jamais conseguiu repetir os feitos da antiga Iugoslávia (que compreendia os atuais territórios de Sérvia, Montenegro, Croácia, Macedônia, Bósnia e Eslovênia e chegou às semifinais em 1930 e 1962). Caiu na primeira fase em 2010 e sequer esteve no Brasil em 2014. Em 2006, participou como Sérvia e Montenegro e também deu vexame na fase de classificação. Neste ano, porém, o time chegou à Rússia com uma equipe mais sólida e pretensiosa.

A empolgação após a vitória por 1 a 0 sobre a Costa Rica, com belo gol de falta de Kolarov , experiente lateral da Roma, diminuiu depois da frustrante derrota por 2 a 1 para a Suíça, em jogo marcado por gestos e conflitos políticos. No entanto, uma vitória simples ou até um empate (caso a Suíça perca para a Costa Rica) classificariam a equipe balcânica.

O jogador da Sérvia, Nemanja Matic, durante partida contra a Geórgia, válida pelas eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia - 09/10/2017

Alem da boa qualidade técnica, uma herança do futebol iugoslavo, o time se distingue pela alta estatura. A equipe titular tem média superior a 1,85 metros, cerca de dez centímetros a mais que o time do Brasil. Fagner, o jogador mais baixo do jogo (1,68 metros), falou com bom humor sobre o assunto no último fim de semana.

“Qualquer coisa eu subo nas costas de alguém para cabecear, faço alguma coisa. É Brincadeira, claro, mas temos de encontrar uma saída e criar uma situação para neutralizá-los. Acredito que o tamanho não interfira tanto, temos de usar a inteligência para buscar soluções no jogo”, disse o lateral, que virou titular após a lesão de Danilo.

Share Button

Brasileiros que fizeram vídeo machista são identificados

A atitude dos brasileiros que fizeram um vídeo machista com uma russa falando, em português, sobre a genitália dela sem que ela entendesse, causou reações para além do tribunal da internet. Em um vídeo, ao menos quatro brasileiros uniformizados cercam uma mulher, que seria jornalista,  e gritam repetidamente uma frase em alusão ao órgão sexual feminino. A mulher, que não entende português, apenas sorri um pouco constrangida e tenta repetir o que eles dizem (“boceta rosa”).

Reprodução do vídeo dos brasileiros fazendo a 'brincadeira'.
Reprodução do vídeo dos brasileiros fazendo a ‘brincadeira’ que com certeza eles não fariam com a mãe deles.

Rapidamente o vídeo viralizou. E não demorou para que parte de seus protagonistas fossem identificados. O primeiro foi Diego Valença Jatobá, advogado e ex-secretário de Turismo, Esporte e Cultura de Ipojuca, cidade pernambucana, a 50 quilômetros da capital, onde fica a praia de Porto de Galinhas, uma das mais famosas do Estado. Hoje, trabalha com a organização de eventos e shows no Recife e região. O segundo, é o tenente Eduardo Nunes, da Polícia Militar de Santa Catarina. O engenheiro civil Luciano Gil Mendes Coelho é o terceiro. De acordo com O Globo, Coelho foi preso em 2015 em uma operação da Polícia Federal que investigava o desvio de dinheiro público na Prefeitura de Araripina (PE), onde ele trabalhou na gestão de Alexandre Arraes (PSB).

Após o reconhecimento de parte dos envolvidos, a Polícia Militar de Santa Catarina confirmou que Nunes serve à corporação, afirmou que a atitude é “incompatível com a profissão”, e disse que abriria um processo administrativo disciplinar sobre o militar. Já em Pernambuco a Assembleia Legislativa do Estado fez um ato de repúdio ao vídeo na segunda-feira. A OAB em Pernambuco, por sua vez, entrou com um pedido de análise de conduta no tribunal de ética e disciplina da Ordem contra Jatobá e afirmou estar tentando apurar a identidade dos demais.

A exposição desses brasileiros nas redes levou a uma investigação por parte da imprensa sobre a história deles. De acordo com o jornal O Globo, Jatobá foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE) por irregularidades na prestação de contas de 2012 do município, quando ele atuava na gestão do então prefeito Pedro Serafim (PDT). Ele também foi condenado por dever, segundo a Justiça, cerca de 37.500 reais de pensão alimentícia à ex-mulher, em um processo iniciado em 2014, segundo O Globo.Diego Jatobá, ostentando dólares em uma foto de 2013.Diego Jatobá, ostentando dólares em uma foto de 2013. REPRODUÇÃO

Como já era de se esperar além de machistas, também pecam em outras áreas da vida. Esperamos que sejam de fato punidos, porque estão no exterior esbanjando e envergonhando o Brasil, enquanto milhões de brasileiros honestos buscam trabalho.

Share Button

Jogadores brasileiros se unem em campanha contra o abuso sexual no futebol

Rodrigo Caio, zagueiro do São Paulo, integra campanha contra abuso sexual no futebol. DIVULGAÇÃO

Pela primeira vez no Brasil, jogadores se mobilizaram para falar publicamente sobre um tipo de violência comum, porém tratado como tabu no futebol. Em campanha do Sindicato de Atletas de São Paulo, 33 atletas e ex-profissionais, entre eles Edu Dracena e Moisés (Palmeiras), Rodrigo Caio e Diego Lugano (São Paulo), Felipe (Porto-POR),  Cicinho (Brasiliense) e Giovanni, ídolo do Santos na década de noventa, fazem um alerta sobre assédio sexual e abuso sexual de ciranças e adolescentes em categorias de base. Um vídeo com depoimentos dos jogadores e a hashtag#chegadeabuso é o primeiro passo da campanha, que deve se desdobrar em ações preventivas nos clubes ao longo do ano.

Idealizador da campanha, o ex-goleiro Alê Montrimas já revelou ter sido assediado por técnicos, preparadores e dirigentes durante sua carreira. No ano passado, ele ministrou 40 palestras em equipes infantis e escolinhas, alertando garotos sobre as armadilhas que podem encontrar no caminho até se tornarem estrelas da bola. Entende ser importante, nesse momento em que estrelas do cinema e da televisão se expõem ao denunciar abusadores, mostrar que o aliciamento para fins sexuais também é uma rotina na formação de atletas do esporte mais popular do país. “O mundo inteiro está falando sobre assédio e abuso sexual”, afirma Montrimas. “O objetivo da campanha é sensibilizar pessoas que não são do meio. Até porque, quem conhece minimamente o futebol, sabe que a violência sexual contra jovens jogadores é uma realidade.”

Não há dados oficiais sobre casos de abuso sexual no futebol brasileiro. Um levantamento do EL PAÍS com base em processos na Justiça (veja o mapa abaixo) registra pelo menos 111 ocorrências desde 2011. Especialistas em direitos infantojuvenis avaliam que o número seja bem maior, já que no Brasil apenas 7% dos episódios de violência sexual contra crianças e adolescentes são denunciados. Em 2014, às vésperas da Copa do Mundo, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) firmou um pacto com a CPI da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em que se comprometia a adotar 10 medidas para evitar abusos sexuais e o tráfico de jovens jogadores em categorias de base e escolinhas. No entanto, quase quatro anos depois da assinatura do acordo pelo então presidente da entidade, José Maria Marin, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados concluiu que a CBF efetivou parcialmente apenas duas medidas sugeridas pela CPI.

Fonte: El Pais.

Share Button
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...