Arquivos da categoria: Região

Birigui terá orçamento menor em 2015

A Câmara de Birigui aprovou por unanimidade na sessão, o orçamento municipal para 2015, que será 3% menor em relação ao aprovado para este ano. O projeto de lei estimou a receita e fixou a despesa da administração da cidade em R$ 299.525.000,00.

0608_Dinheiro_jpg

 A proposta, que não recebeu emendas, já havia sido aprovada em primeiro turno, sem discussões, durante sessão ordinária em novembro. Já as despesas e receitas aprovadas no ano passado para 2014 foram estimadas em R$ 311.449.000,00. Na justificativa ao projeto, o prefeito Pedro Bernabé (PDT) disse que o propósito da ação da administração é conduzir o município a uma situação de equilíbrio e estabilidade, sem comprometer a execução dos serviços públicos considerados essenciais.

O pedetista cita ainda no texto que a situação econômico-financeira do País, cujos reflexos se fazem sentir nos municípios, impõe “direta e indiretamente, severas restrições à ação governamental”. Além disso, Bernabé comentou a baixa arrecadação da administração municipal.

A arrecadação por parte do município ficou aquém do esperado. A receita tributária própria de R$ 43.162.788,00, por exemplo, representa apenas 17,27% do total estimado, disse o prefeito no projeto. Se comparada com o ano passado, ela cresceu 0,44% (R$ 42.969.669,00).

As transferências correntes, que englobam FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) e são a principal fonte de receitas do orçamento, cresceram 7%.

O enxugamento do orçamento neste ano rompe um ciclo de aumento desde que Bernabé assumiu o Executivo biriguiense. Foi aprovado para o primeiro ano do mandato do pedetista um orçamento de R$ 264.813 milhões – 15% maior do que o previsto para 2012. O aumento de 2013 para 2014 foi de 17%.

Share Button

Aeroporto de Penápolis realiza voos noturnos

 O Aeroporto Estadual Dr. Ramalho Franco, em Penápolis, já está operando com voos noturnos após concluídas as obras de infraestrutura, com iluminação da área de embarque e desembarque de passageiros, bem como a visualização aérea da pista pelos pilotos. O espaço é usado apenas por aeronaves particulares.

FOTO2-337576-2014-12-05-09_03
Em nota, o Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo) informou que foram investidos R$ 1,2 milhão. “Além disso, foi iniciada em novembro de 2013 e terminada este ano a ampliação da pista de rolamento e acesso de veículos, com investimento de R$ 563 mil”, diz.

Entre as obras, foram instaladas torres com refletores voltados para o pátio destinado ao embarque e desembarque de passageiros, possibilitando o trabalho de funcionários para conduzir as aeronaves aos seus respectivos locais de parada, além de sinalizadores de solo ao redor dos 1,5 mil metros da pista, para o balizamento noturno.

Este equipamento é fundamental para que o piloto, ao se aproximar do aeroporto, se oriente sobre a localização exata da pista, permitindo um pouso seguro. Os investimentos foram realizados com recursos do Estado. “Os voos noturnos já estão em operação, mas são destinados, neste momento, às empresas que operam no aeroporto, que é focado na aviação geral (executiva)”, destaca a nota.

Durante a noite, o aeroporto funciona por solicitação, ou seja, caso algum piloto necessite realizar o pouso, é necessária solicitação com antecedência e, de acordo com o plano de voo e o horário previsto de chegada, as luzes de todo o complexo são acionadas.

Share Button

Dilma anuncia ajustes na economia

Dilma: investigação na Petrobras pode "mudar Brasil para sempre" Roberto Stuckert, PR/Divulgação

 A presidente Dilma Rousseff não deu nenhuma indicação hoje de quem será o novo ministro da Fazenda. Mas seja lá quem for, ela já decidiu uma coisa:

— Nós vamos fazer ajustes.

Tanto ela quanto o ministro Guido Mantega, da Fazenda, que a acompanhou na reunião de cúpula das 20 maiores economias do mundo, o G-20, se negaram a revelar em que áreas serão feitas os cortes. Dilma explicou que no Brasil hoje há vários gastos e despesas que não resultam nem em mais investimento, nem em aumento de consumo. 

Diante da necessidade de ajuste fiscal, há rumores no mercado de que o governo aumentaria a Cida, isto é, uma contribuição cobrada a cada litro da gasolina — como forma de aumentar a arrecadação. Dilma desmentiu o rumo :

— Não conheço essa possibilidade. Eu não discuti a criação da Cide com ninguém — garantiu.

Mantega assegurou que não haverá uma mudança radical de rumo na política econômica do governo. E repetiu o seu principal argumento: de que a população, ao reeleger o governo, aprovou a atual política econômica “que gerou emprego e aumentou a renda da população”. Quando um jornalista quis saber, então, se ele não se sentia injustiçado por estar sendo afastado do governo, Mantega reagiu:

— Desculpe, mas eu não fui afastado. Eu pedi para sair do governo já há algum tempo. Existem problemas familiares. Cheguei no limite.

Dilma e Mantega falaram em frustração no G-20 com a recuperação fraca da economia mundial, bem abaixo do esperado.

Mantega voltou a atribuir o baixo crescimento no Brasil e a desaceleração nos países emergentes ao baixo crescimento nas economias ricas:

— O comércio internacional era estimulado pelos países avançados, pela União Europeia, Estados Unidos, Japão. Então, foram eles que desaceleraram o comércio internacional. Portanto diminuíram as encomendas feitas para a China, os países asiáticos…

Ele citou ainda uma série de problemas específicos do Brasil para explicar o baixo crescimento do país, como uma seca forte, menos dias úteis, repercussão dos ajustes do Fed (o Banco Central dos Estados Unidos) e pressão inflacionária. Até, finalmente, reconhecer que o Brasil precisa fazer ajustes :

— O Brasil tem que fazer ajustes. Temos que reduzir a pressão inflacionária, e ela está sendo reduzida. Temos que fazer outros ajustes, como o fiscal, o que há muitos meses eu venho dizendo. Estamos preparando estes ajustes, quando estiverem prontos serão anunciados — afirmou.

Dilma cobrou a prometida reforma do Fundo Monetário Internacional (FMI), onde para Brasil e outros emergentes foi prometido mais peso. A reforma foi bloqueada pelos Estados Unidos.

— Se não houver saída, ou se não for aprovada esta reforma no âmbito de todos os membros, no caso, dos Estados Unidos, nós procuraremos, junto aos ministros da Fazenda do G-20, soluções alternativas.

Mantega disse que os Brics — grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul — decidiram se organizar para que o novo banco do bloco, chamado Novo Banco do Desenvolvimento, comece a funcionar a partir de julho do ano que vem. Será indicado um conselho de administração provisória e alguns membros da diretoria antes mesmo de ter a aprovação do Congresso para o funcionamento do banco.

Share Button

Governo federal cede antiga estação para Birigui

O governo federal cedeu o local  de 150 mil metros quadrados, que abrigava a antiga estação ferroviária à Prefeitura para preservação e manutenção em caráter provisório, até a conclusão da assinatura do contrato de destinação para a entrega definitiva. O espaço, tomado hoje pelo abandono e mato alto, dará lugar a um parque, que será construído pela administração municipal, e ao novo Tribunal Regional do Trabalho da 15ª região, local onde será erguido o novo Fórum Trabalhista em Birigui.  O evento contou com a presença da secretária do Patrimônio da União em Brasília, a biriguiense Cassandra Maroni Nunes.

14208964

A expectativa é que as obras comecem em 2015. Apenas um galpão da antiga estação é usado por funcionários da Prefeitura para a confecção dos enfeites natalinos que estão sendo colocados na cidade.

foto10-1024x768

Apesar do descaso com o local, artistas tentaram revitalizar o espaço através de grafites. Tomara que o parque seja construído dentro dos prazos e traga mais uma opção de lazer para a cidade, que é carente neste sentido.

 

Share Button

Parque do povo abandonado

povo1
Em Birigui, como todos sabem, há poucas opções de lazer público, e uma delas é o Parque do Povo, que infelizmente está bem maltratado:
povo2
As fotos desta matéria foram tiradas nesta semana e mostram aparelhos quebrados ou ausentes.
povo3
Falta segurança para cuidar do local e também manutenção.

povo4
Os biriguienses também sugerem a plantação de árvores e flores no local, já que não há paisagismo e as árvores ainda diminuiriam a sensação de calor no local, além de permitir práticas desportivas como slackline e lenço.

Share Button

Finados revela cemitérios abandonados

conso2Em Birigui, o dia de Finados, ontem (02/11/2014) revelou para aqueles que foram visitar o descanso de seus entes queridos, cemitérios mal cuidados e Deus dára.

conso3

Falta árvores e cuidados no Cemitério da Consolação.

conso1

No Cemitério da Consolação há paredes que há anos precisam de reformas.

saudades1

No Cemitério da Saudades, assim como no da Consolação vazamentos nas torneiras ainda são uma constante.
IMG0925AOs buracos ao redor do Cemitério das Saudades dificultam a locomoção. Os cidadãos pagam por um lote para dar paz aos entes queridos e recebem descaso em troca.

IMG0924A
O dia de Finados é uma forma de homenagear aqueles que já partiram, de lembrar a convivência e rezar. O município deveria ter mais consideração pelos nossos ancestrais cuidando melhor de nossos cemitérios.

Share Button

Buracos perto da Av. João Cernack assustam em Birigui

As fotos tiradas por nossa repórter são de uma rua de Birigui que fica atrás do Corpo de Bombeiros,   perto da Av. João Cernak:

100_4319

Este  buraco esta cada dia  maior. Já taparam várias  vezes, a população se pergunta se  com areia  ou terra, porque sempre volta e cada vez maior.

100_4322

Os munícipes temam que algo pior possa acontecer. Esperamos  que a prefeitura resolva a situação,  afinal o povo paga impostos  e se pergunta onde está sendo investido o dinheiro.

Fazer a manutenção das ruas e bens públicos é obrigação da prefeitura.

Share Button

A madeira na construção civil

DSC05945

A madeira é um dos materiais de utilização mais antiga nas construções, foi utilizada por todo o mundo, quer nas civilizações primitivas, quer nas desenvolvidas, no oriente ou ocidente. Com a revolução industrial a Inglaterra, como grande potência impõe a arquitetura em metal.

construcao-casa-madeira_14257

A madeira não oxida. O metal quando é sujeito a altas temperaturas pela ocorrência de fogo deforma-se, perdendo a função estrutural.  A madeira na natureza já desempenha uma função estrutural. Depois de serrada, quando utilizada como estrutura de uma edificação ela funciona como um elemento pré-moldado, de fácil montagem e que não passou pôr processos de fabricação que determinem sua resistência. O que determina a resistência da madeira é apenas a sua espécie.

DSC05946

Os arqueólogos estão constantemente  encontrando peças antigas ainda existentes em madeira tais como: sarcófagos, embarcações, esculturas, utensílios domésticos, armas, instrumentos musicais, elementos de construções, etc. Em Kyoto no Japão podemos encontrar templos milenares construídos com estrutura de madeira.

DSC05948
A madeira se torna um opção sustentável, econômica, durável e de grande elegância para a construção civil.

Em Birigui, a Bela Vista Madeireira, traz qualidade e variedade para quem busca madeiras.

DSC05949
Com atendimento personalizado, a Bela Vista Madeireira, fica na Rua Consolação, 191, Vila Bandeirantes, em Birigui.

Share Button

Seca aumenta na Cantareira e crise assusta

O nível do Sistema Cantareira – principal manancial de São Paulo – baixou de 4,8% da capacidade desse domingo (12/10) para 4,7% nesta segunda-feira (13/10). Esse é o novo recorde de redução, segundo a Companhia de Saneamento e Abastecimento do Estado de São Paulo (Sabesp). A crise hídrica deve continuar, pois não há previsão de chuva significativa para os próximos dez dias, em toda a Região Sudeste, segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec).
Há um ano, o sistema operava com 39% da capacidade e os reservatórios contavam com um volume acumulado de chuva de 53,8 milímetros. Nesses primeiros 13 dias de outubro, o número está em  0,4 milímetro.
Apesar de não ser tão crítica quanto à do Cantareira, a situação hídrica dos demais sistemas de abastecimento de São Paulo também enfrentam diminuição de volumes. No Alto Tietê, o nível está em 10,5% ante 46,9%, registrados há um ano. Também em 12 meses, caíram de forma expressiva as reservas existentes nos sistemas Guarapiranga (de 77,3% para 46,9%), Alto Cotia (de 86,3% para 32,8%), Rio Grande (de 93,7% para 74,3%) e Rio Claro (de 90,8% para 54,3%).

cantareira

Por enquanto, o uso da reserva técnica tem permitido garantir o abastecimento para a maioria das 6,5 milhões de pessoas que dependem do Sistema Cantareira. Porém, na cidade de Itu, distante cerca de 75 quilômetros da capital paulista, a crise no fornecimento de água provocou um protesto no início da noite de ontem (12/10).
Segundo a Polícia Militar, os manifestantes interditaram a Rodovia Waldomiro Correia de Camargo (SP-79), nos dois sentidos próximo ao bairro Cidade Nova. Eles atearam fogo a pneus e ônibus. Quando os bombeiros e policiais chegaram ao local, foram recebidos com rojões e pedradas, mas conseguiram acabar com o tumulto. Ninguém foi preso e não há o registro de feridos.

images

O manancial de São Miguel, que abastece a região, está praticamente sem reserva, com vazão inferior a 40 litros por segundo, explica a nota. Em razão disso, em caráter emergencial, caminhões-pipa fazem o abastecimento noturno de creches, escolas, unidades de saúde e outros prédios públicos. Esse recurso foi estendido ainda para o caso de consumidores idosos e doentes cadastrados.

Muitos acusam a má gestão e falta de uma política tanto de educação quanto de racionamento em relação a água por parte do Governador Geraldo Alckmin, que devido as eleições teria se preocupado mais com a eleição do que com a crise da água, que agora já dá sinais alarmantes.

Fonte: Correio Braziliense

Share Button

Dicas para evitar o desperdício de água

copo-com-agua

Mesmo com as chuvas, os rios que abastecem São Paulo e boa parte do Brasil, devem continuar muito abaixo do nível, e mais do que nunca se faz necessário economizar água, abaixo você confere alguns gestos simples que coletivamente podem impedir o racionamento:

– Não lave calçadas em hipótese alguma, apenas varra.

– Junte louças na pia e as lave de uma vez, sem deixar a torneira aberta enquanto ensaboa.

– Não são necessários três banhos por dia, como muita gente faz. Um é suficiente, em casos de atividades físicas intensas, tome o segundo. Cada banho não necessita ultrapassar 10 minutos.

– Ao escovar os dentes, feche a torneira.

– Uma opção é só utilizar a descarga para o número dois para quem mora sozinho.

– Não lave a casa. Balde e pano limpam de maneira adequada e evitam o desgate dos móveis expostos a água.

– Não deixe crianças brincarem com mangueira, a água é preciosa e está em falta.

– Estanque qualquer vazamento em sua residência.

– Junte o volume máximo de roupas para a sua máquina de lavar e aproveite a água da máquina para por exemplo realizar a limpeza da casa.

Gestos simples que aumentam a possibilidade de termos água por mais tempo.

Share Button
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...